Da série: Síndrome do Intestino Irritável (Cap. 09)

Os sintomas da SII podem ser facilmente confundidos com os sinais de outras doenças gastrointestinais. Procure ajuda médica. Sem tratamento, a síndrome pode causar problemas mais graves à saúde.

Procure atendimento emergencial se você notar:

Sangramento retal, Dor abdominal que avança ou que ocorre durante a noite, Perda de peso involuntária, Desidratação grave. O médico pode, ainda, ajuda-lo a buscar alternativas para aliviar os sintomas enquanto o diagnóstico não é finalizado e o tratamento, se necessário, não é iniciado.

O médico pode fazer o diagnóstico de SII com base nos sintomas ou por meio de poucos exames ou, às vezes, até nenhum exame. Seguir uma dieta sem lactose por um período determinado de tempo pode ajudar o médico a avaliar se uma possível intolerância à lactase pode estar causando os sintomas.

Outros exames de imagem também podem ajudar o médico a fazer o diagnóstico, como raio-X do trato gastrointestinal e tomografia computadorizada.

Como não se sabe exatamente o que leva à SII, o objetivo do tratamento é aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente. Ele pode ser feito pelo uso de medicamentos específicos para a síndrome.

Mudanças no estilo de vida do paciente fazem parte do tratamento. Incorporar suplementos de fibra e de medicamentos anticolinérgicos, antiespasmódicos, antidepressivos (em doses menores) e remédios contra a diarreia devem vir acompanhados de alterações radicais na dieta, com a eliminação de bebidas gaseificadas, alimentos gordurosos e glúten da alimentação diária.

Os medicamentos mais usados para o tratamento da síndrome do intestino irritável são:

Brometo de Pinavério 100mg, Brometo de Pinavério 50mg, Ceftriaxona Dissódica, Ceftriaxona Sódica e Digedrat.

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

A síndrome do intestino irritável pode ser uma doença que necessita de tratamento por toda a vida. Para algumas pessoas, os sintomas prejudicam diretamente o desempenho no trabalho e nos círculos sociais. No entanto, o tratamento pode contribuir para trazer alívio aos sintomas, que podem, eventualmente, diminuir e às vezes até desaparecer completamente.

A síndrome do intestino irritável não causa danos permanentes ao intestino e não leva a uma doença grave, como o câncer, por exemplo.

A principal dica preventiva para evitar síndrome do intestino irritável é manter um estilo de vida saudável, longe de vícios e da má alimentação. Evite álcool, cigarro e drogas recreativas, bem como alimentos gordurosos, bebidas gaseificadas e consumo excessivo de cafeína.

Pratique exercícios físicos regularmente e adote práticas de relaxamento na rotina, como meditação, yoga, dança, tai chi chuan e mindfulness, a fim de controlar o estresse. Acompanhamento psicológico também é indicado.

Agende uma consulta e fale com o especialista do Aparelho Digestivo Dr. Mateus Martinelli. Cuide da sua saúde, ir ao médico ao primeiro sintoma de uma doença leva a um diagnóstico precoce e correto de qualquer doença que pode ser tratada em seu estágio inicial e consequentemente é o melhor caminho para a cura. 🍀

COVID-19: Mantenham a higiene e as orientações dos agentes de saúde. Fique em casa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.