All posts by Carla

Esteatose Hepática

A esteatose hepática é um acúmulo de gordura nas células do fígado, também chamada de infiltração gordurosa do fígado ou doença gordurosa do fígado.

Depois da Páscoa, muita gente começa a semana com culpa pela quantidade de chocolate que consumiu. O chocolate do tipo certo não faz tão mal, em demasia, intoxica o corpo, e provoca sobrecarrega no fígado o que pode ser perigoso para a saúde.

O chocolate é rico em gordura saturada, açúcar e cacau, substâncias que podem trazer benefícios, mas que também oferecem efeitos nocivos, como obesidade e aumento da glicemia. Em excesso pode ter consequências ao organismo como intestino preso, gosto amargo na boca ao acordar, dor de cabeça, baixa resistência, inchaço, alergias, indisposição e cansaço. O organismo de cada pessoa reagirá de uma forma, porém o ganho de peso é evidente.

Se você cometeu excessos, a melhor forma de evitar os problemas é desintoxicar o organismo. Uma dieta desintoxicante por até sete dias é o ideal, com o consumo de fibras integrais, que ajudam na limpeza do organismo, frutas, verduras, legumes e alimentos que ajudam a digestão e fortalecem o sistema imunológico, como gengibre, beringela, melancia, abacaxi e frutas cítricas. O importante é deixar frituras, doces, café, bebidas alcoolícas e refrigerantes de fora da alimentação. Agende uma consulta e fale com um especialista do Aparelho Digestivo em caso de efeitos contínuos de intoxicação após esse período, o diagnóstico precoce de qualquer doença e o tratamento é o melhor caminho para a cura.

Veja Mais

Obesidade

A obesidade é uma doença caracterizada pelo excessivo acúmulo de gordura corporal e normalmente está associada a problemas de saúde, comprometendo ainda mais o estado do indivíduo. A obesidade é um fator de risco para várias doenças dentre as quais podemos citar: câncer, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, doenças cerebrovasculares, apneia do sono, osteoartrite e diabete Melittus tipo dois.

O aumento do peso corporal é uma tendência mundial. Nos Estados Unidos, por exemplo, 35% da população (algo feito 97 milhões de pessoas!) estão acima do peso. O Brasil, apesar de ser um país muito mais pobre, segue a mesma tendência, aqui já há 40% de pessoas com peso acima do normal. É na faixa mais pobre da população que este número mais cresce.

O diagnóstico é feito através do cálculo de índice de massa corporal (IMC), método mundialmente difundido e criado por Adolphe Quételet, que consiste em dividir o peso do indivíduo (em quilogramas) pelo quadrado de sua altura (em metros). IMC menor a 18,5 corresponde a pessoas com peso abaixo do normal, entre 18,5 e 24,9 é tido como peso normal, entre 25 e 29,9 representa pessoas com peso acima do normal, entre 30 e 30,9 a pessoa está obesa e quando o IMC é maior do que 40 considera-se a pessoa portadora de obesidade mórbida.

Há várias causas para o surgimento da obesidade dentre as quais podemos citar: predisposição genética, dietas ricas em gordura, falta de exercícios físicos e alterações endócrinas (hipotireoidismo, por exemplo).

O tratamento inclui a reeducação alimentar, que consiste em consumir alimentos menos calóricos, maior ingestão de alimentos ricos em fibras e respeito aos horários das refeições. Este procedimento pode requerer suporte psicológico e auxílio por parte da família. Outra medida adotada é o início de atividades físicas visando gastar a energia acumulada do organismo na forma de gordura. A atividade física diminui o apetite e melhora a autoestima. Depois de verificar se a pessoa está em condições adequadas de saúde para a prática de exercícios, o ideal é que ela caminhe 50 minutos quatro vezes por semana.

Veja Mais

Obesidade

Agende uma consulta e fale com um especialista do Aparelho Digestivo em caso de obesidade, o diagnóstico precoce de qualquer doença e o tratamento é o melhor caminho para a cura.

A obesidade é uma doença caracterizada pelo excessivo acúmulo de gordura corporal e normalmente está associada a problemas de saúde, comprometendo ainda mais o estado do indivíduo. A obesidade é um fator de risco para várias doenças dentre as quais podemos citar: câncer, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, doenças cerebrovasculares, apneia do sono, osteoartrite e diabete Melittus tipo dois.

O aumento do peso corporal é uma tendência mundial. Nos Estados Unidos, por exemplo, 35% da população (algo feito 97 milhões de pessoas!) estão acima do peso. O Brasil, apesar de ser um país muito mais pobre, segue a mesma tendência, aqui já há 40% de pessoas com peso acima do normal. É na faixa mais pobre da população que este número mais cresce.

Veja Mais

Colonoscopia

A colonoscopia é um exame que ajuda na descoberta do câncer de intestino. O intestino grosso é a parte final do tubo digestivo, possui cerca de 1,5m e divide-se em três partes: ceco, cólon e reto. O cólon atravessa quase todo o abdômen e é dividido em quatro partes: cólon ascendente, cólon transverso, cólon descendente e cólon sigmoide. Os pólipos são lesões na superfície interna do tubo digestivo, que crescem em direção ao seu lúmen. Quando se localizam no cólon ou no reto, são conhecidos com pólipos colorretais. Existe mais de um tipo de pólipo, e eles podem ser planos ou elevados, benignos ou cancerosos. Agende uma consulta e fale com um especialista do Aparelho Digestivo em caso de sangramento retal ou sangue nas fezes, o diagnóstico precoce de qualquer doença é o melhor caminha da cura.

Veja Mais

Refluxo

Refluxo é uma condição natural e que pode acontecer com todas as pessoas alguma vez na vida. No entanto, vale lembrar que sua ocorrência significa que há algo errado com o processo natural de digestão, já que se trata do retorno involuntário de conteúdo do estômago para o esôfago e/ou garganta.

Tanto os sintomas como as consequências locais do refluxo estão diretamente relacionadas à presença do ácido clorídrico, secretado no estômago e essencial no processo inicial de digestão para posterior absorção dos nutrientes no esôfago. Por isso, quando a condição acontece, é comum que o paciente sinta uma acidez característica.

Veja Mais