All posts by Carla

Da série Bariátrica

Os riscos da cirurgia bariátrica estão ligados principalmente à quantidade e gravidade de doenças associadas à obesidade, sendo as principais complicações:

  • Embolia pulmonar, que é o entupimento de um vaso sanguíneo do pulmão, causando dor intensa e dificuldade para respirar;
  • Sangramento interno no local da operação;
  • Fístulas, que são pequenas bolsas que se formam nos pontos internos da região operada;
  • Vômitos, diarreia e fezes com sangue.

Normalmente essas complicações surgem ainda durante o período de internamento hospitalar, e são rapidamente resolvidas pela equipe médica. No entanto, dependendo da gravidade dos sintomas, pode ser necessário fazer uma nova operação para corrigir o problema.

Veja Mais

Da série Bariátrica

Nesta cirurgia de derivação biliopancreática é retirada uma parte do estômago e a maior parte do intestino delgado, que constituem a principal região onde ocorre a absorção de nutrientes. Desta forma, uma grande parte dos alimentos não é digerida ou absorvida, reduzindo a quantidade de calorias da dieta.

No entanto, e embora uma boa parte do intestino delgado seja retirada, a bile continua sendo liberada no primeiro pedaço do intestino delgado que é depois ligado à porção mais final do intestino delgado, de forma a que não exista interrupção do fluxo de bile, mesmo que a comida já não esteja passando nessa parte mais inicial do intestino delgado.

Veja Mais

Da série Bariátrica

Ao contrário do bypass gástrico, neste tipo de cirurgia, que também pode ser conhecida como “cirurgia de sleeve“, o cirurgião mantém a ligação natural do estômago ao intestino, removendo apenas uma parte do estômago para o tornar menor que o normal, reduzindo a quantidade de calorias ingeridas.

Esta cirurgia tem menos riscos que o bypass, mas também possui resultados menos satisfatórios, permitindo perder cerca de 40% do peso inicial, sendo semelhante à banda gástrica

Veja Mais

Da série Bariátrica

O bypass é uma cirurgia invasiva na qual o médico retira uma grande parte do estômago e depois liga o início do intestino à porção restante do estômago, diminuindo o espaço disponível para a comida e reduzindo a quantidade de calorias absorvidas.

Este tipo de cirurgia possui ótimos resultados, permitindo perder até 70% do peso inicial, no entanto também tem mais riscos e uma recuperação mais lenta.

Veja Mais

Da série Bariátrica

O balão intragástrico é um dispositivo auxiliar no tratamento de sobrepeso e obesidade. Trata-se de um procedimento minimamente invasivo que oferece resultados consistentes na perda de peso quando aliado a uma dieta saudável e equilibrada e à prática regular de exercícios físicos. É indicado para pessoas com IMC igual ou maior que 27.

BENEFÍCIOS DO BALÃO INTRAGÁSTRICO NO PROCESSO DE EMAGRECIMENTO

Os principais benefícios do balão intragástrico são:

  • É colocado e retirado por endoscopia, em ambulatório, sem necessidade de internação hospitalar;
  • É um procedimento não cirúrgico e utiliza técnica conservadora (o órgão se mantém intacto);
  • É um tratamento transitório e reversível, podendo ser interrompido a qualquer momento;
  • É repetível, ou seja, pode ser feito quantas vezes for necessário;
  • Promove, em média, a perda de 20% do peso total do paciente;
  • Apresenta baixíssimo risco de complicação;
  • Respeita as condições individuais de cada paciente.
Veja Mais