TIPOS DE TUMOR NEUROENDÓCRINO (TNE)

Os tumores neuroendócrinos (TNEs) podem ocorrer em diferentes partes do corpo, e são classificados principalmente de acordo com a região em que se originam.

Entretanto, muitas vezes a doença é mensurável apenas no local para onde se espalhou (metástase) o que dificulta a determinação do órgão de origem do tumor primário. A Cintilografia com Análogo da Somatostatina (Octreoscan) é um método não invasivo que pode auxiliar na definição do exato local do tumor primário.

A análise da estrutura molecular do tumor no microscópio também pode auxiliar o médico na determinação de que tipo de tumor neuroendócrino o paciente apresenta, ou seja, onde o tumor inicialmente surgiu.

Outra maneira importante de classificar os tumores neuroendócrinos (TNEs) é através da gravidade do tumor, ou grau tumoral. Durante o exame anatomopatológico completo é possível a avaliação detalhada dos tecidos dos tumores, incluindo a contagem de uma proteína chamada KI-67. A contagem dessa proteína permite estimar a taxa de crescimento celular do tumor e, consequentemente, classificar seu grau de forma correta. Com esse resultado em mãos, o médico é capaz de determinar o tratamento mais adequado para o paciente.

Os tumores neuroendócrinos (TNEs) são normalmente classificados em três grupos:

 

1.      Tumor neuroendócrino gastrointestinal

Esse é o tipo mais comum de tumor neuroendócrino, e quando são de baixo grau podem ser chamados também de tumor carcinoide. Os tumores neuroendócrinos (TNEs) do trato gastrointestinal representam 67,5% de todos os TNEs, sendo destes 41,8% localizados no intestino delgado; 27,4% no reto; e 8,7% no estômago.

A maioria dos tumores neuroendócrinos gastrointestinais são bem pequenos no estágio inicial e, por isso, podem ser difíceis de serem diagnosticados. Além disso, seus sintomas demoram a aparecer e se assemelham a outras doenças do sistema digestivo como síndrome do intestino irritável ou doença inflamatória intestinal. 

Muitas vezes o diagnostico só acontece ao acaso quando o paciente realiza exames de rotina ou até uma cirurgia para tratar outras condições.

Os tumores também têm características distintas em cada paciente, por isso, quanto mais informações os especialistas têm sobre as células tumorais, mais individualizado é o tratamento. A adesão ao tratamento é também um aspecto fundamental no combate ao TNE gastrointestinal, pois permite o melhor controle do tumor e maior qualidade de vida para o paciente.

 

Os outros dois tipos são tumor neuroendócrino pancreático e tumor neuroendócrino pulmonar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *