PANDEMIA: Ganho de peso no período da quarentena? Balão intra-gástrico? CBCD (Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva) publica nota técnica sobre cirurgia robótica.

O contexto da cirurgia robótica deve ser analisado dentro do cenário geral de momento, no qual, em razão da pandemia do novo Coronavírus, todas as cirurgias não urgentes devem ser evitadas. Nos casos oncológicos em pacientes não portadores de Covid-19, no entanto, deve se considerar: a urgência de operar cada paciente; os casos que estejam em intervalo ideal de tratamento neoadjuvante, especialmente as neoplasias de estômago, esôfago e reto.

Há poucas evidências sobre os riscos da cirurgia robótica em relação à COVID-19. Deve-se considerar, porém, alta a possibilidade de contaminação viral para a equipe quando houver qualquer tipo de acesso, inclusive com o uso da robótica.

Assim, medidas rigorosas de proteção devem ser adotadas para proteger todos os indivíduos que estão em sala. A proteção mais rigorosa deve ser oferecida aos membros da equipe que estiverem junto ao doente, seja o médico auxiliar, seja o corpo de enfermagem, sejam os anestesistas. O cirurgião de console pode utilizar proteção menos rigorosa.

Na cirurgia robótica, deve-se tentar trabalhar com pneumoperitônio de 8mm Hg. Além disso, o uso de equipamento para filtrar o CO2 liberado deve ser fortemente considerado para evitar a disseminação de partículas. É possível que esse controle seja mais fácil nas cirurgias robóticas do que nas abertas.

As salas cirúrgicas para pacientes com suspeita ou confirmação de COVID-19 positivos devem ser adequadamente filtradas e ventiladas e, se possível, devem ser isoladas das salas utilizadas para outros pacientes cirúrgicos. Sempre que possível, deve-se utilizar salas com pressão negativa.

Os dispositivos elétricos devem ser usados nas potências mais baixas possíveis. A energia monopolar, dissecadores ultrassônicos e dispositivos bipolares avançados devem ser minimizados, pois podem levar à aerossolização de partículas.

Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva.

Mantenham a higiene e as orientações dos agentes de saúde. Fique em casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *