Doença de refluxo gastroesofágico

O ácido e as enzimas refluem quando há um funcionamento inadequado do esfíncter esofágico
inferior, o músculo anelar que normalmente impede que o conteúdo gástrico reflua para o
esôfago (esfíncter esofágico inferior). Quando uma pessoa está em pé ou sentada, a gravidade
ajuda a prevenir o refluxo do conteúdo do estômago para o esôfago, o que explica por que o
refluxo pode piorar quando a pessoa afetada está deitada. Também é mais provável que o
refluxo ocorra logo após as refeições, quando o volume e a acidez do conteúdo do estômago
estão mais elevados e o esfíncter é menos propenso a funcionar adequadamente.

Os fatores que contribuem para o refluxo incluem ganho de peso, alimentos gordurosos, bebidas à base
de cafeína ou gaseificadas, álcool, tabagismo e certos medicamentos. Os tipos de
medicamentos que afetam o funcionamento do esfíncter esofágico inferior incluem os que
têm efeito anticolinérgico (como muitos anti-histamínicos e alguns antidepressivos),
bloqueadores dos canais de cálcio, progesterona e nitratos. Álcool e café também contribuem
com o estímulo da produção de ácidos. A lentidão digestiva (causada por diabetes ou pelo uso
de opioides, por exemplo) pode também agravar o refluxo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *