Câncer Colorretal

A alta incidência do câncer colorretal é alarmante. Principalmente se considerarmos que esta é uma das únicas neoplasias possíveis de se fazer prevenção primária, ou seja, de se adotar medidas que visam evitar a doença, removendo seus fatores causais.

O câncer colorretal, como explicado no último Fórum Oncoguia do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP) é também um dos tumores em que o diagnóstico precoce tem maior impacto em redução da mortalidade, porque o potencial curativo com o rastreamento é de 30% a 80%.

O rastreamento do câncer colorretal se faz a partir da realização de exames.

Os mais comuns são o de sangue oculto nas fezes, a sigmoidoscopia flexível e a colonoscopia.

O mais simples deles é o de sangue oculto nas fezes, porém este apresenta muitos resultados falsos positivos e a colonoscopia – que muitos chamam de ‘colono’. Outros exames podem ser indicados pelo médico.

COVID-19: Mantenham a higiene e as orientações dos agentes de saúde. Fique em casa. Agende uma consulta e fale com o especialista do Aparelho Digestivo Dr. Mateus Martinelli. Cuide da sua saúde, o diagnóstico precoce e correto de qualquer doença faz toda a diferença e o tratamento é o melhor caminho para a cura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *